Bruxa se entrega a Jesus, após missionários insistirem em evangelizá-la por um ano

4
ProgramaNoitecomDeusNovo.jpg

Brian Harrell e sua esposa, Becky perseveraram para alcançar cerca de 300.000 pessoas da etnia Makhuwa Nahara, em aldeias que pontilham a costa de Moçambique, ao longo do Oceano Índico.

Estas aldeias são tão remotas que a melhor maneira de alcançá-las é de barco. Desde 2004, os Harrell têm dirigido seu pequeno barco de madeira através das águas costeiras para levar o Evangelho às pequenas aldeias que foram doutrinadas comerciantes árabes e sua fé islâmica cerca de 1.000 anos atrás.

BANNERPUBLICIDADE720x90.jpg

Nestas tribos, o animismo (visão que prega a existência de espíritos em todos os seres e também em objetivos) é misturado ao Islã para produzir uma bebida espiritual tóxica. Como a mortalidade infantil é alta, as pessoas recorrem à “proteção espiritual” sob a forma de feitiçaria.

“As mulheres temem por seus filhos”, disse Becky. “Elas fazem rituais de feitiçaria para se protegerem dos maus espíritos durante a gravidez”.

Uma bruxa na aldeia chamada Adelina “ajudava” seus companheiros aldeões com adivinhações e feitiços em uma cabana, ao lado de sua casa.

Mas surpreendentemente, ela também abriu sua casa para um estudo bíblico com os Harrell e os escutou atentamente. No entanto, ela se recusou a se entregar a Jesus e renunciou à feitiçaria, ao ouvir a pregação dos missionários, ligados à Convenção Batista do Sul. A resistência da bruxa preocupou Brian e Becky, quase os fazendo desistir.

“[A qualquer momento] nós simplesmente não poderíamos continuar compartilhando o Evangelho bem ali, ao lado daquela cabana da bruxa”, disse Brian ao site ‘Baptist Press’. “Qual era a mensagem que estávamos enviando para a comunidade local?”.

Apesar da preocupação por parte dos missionários de que Adelina fechasse sua casa para os estudos bíblicos, ela continuou recebendo o casal cristão e outros interessados nos estudos bíblicos em sua casa por um ano, ouvindo suas pregações, mas sem nenhum sinal de mudança.

Finalmente, certo dia, antes da oração, Adelina surpreendeu a todos. Ela se levantou e falou.

“Preciso que me ajudem a fazer uma coisa”, disse ela. “Eu sei que o que eu tenho feito está errado e eu quero me livrar de toda essa feitiçaria”.

O missionário Brian Harrell conta com a ajuda de nativos convertidos ao cristianismo para evangelizar outras aldeias. (Imagem: Baptist Press)

Brian e Becky ficaram incialmente sem reação, de tão surpresos, após ouvir a declaração de Adelina. Mas logo se apressaram em celebrar aquele sinal de mudança na vida daquela mulher e louvaram a Deus por esta resposta importante às suas orações.

No domingo seguinte, um grupo de crentes se reuniu para orar, cantar a Deus e também para a ajudar Adelina a demolir a cabana onde realizava seus rituais de feitiçaria. Eles queimaram as cabaças e toda a parafernália que a bruxa usava para invocar os espíritos.

“Foi incrível”, disse Brian. “Foi um dia extremamente intenso. Aquilo era algo pelo qual tínhamos esperado e orado”.

Pouco tempo depois, a própria Adelina ficou grávida de seu sétimo filho. Já muito acostumados à superstição usada pelas gestantes das aldeias, os vizinhos advertiram que a criança não sobreviveria sem a “proteção” da feitiçaria.

Adelina permaneceu firme em sua nova fé cristã, confiando que seu Senhor e Salvador Jesus Cristo já estava protegendo aquele bebê.

“Ela contou que todos os vizinhos lhe falaram que essa criança não viveria, porque ela não está mais fazendo bruxaria”, disse Becky. “Até hoje o bebê continua muito saudável. Agora, Adelina está compartilhando seu testemunho, explicando corajosamente às pessoas o que Deus tem feito em sua vida”.

À medida que Brian navega em sua desvencilhada embarcação ao longo da costa sudeste da nação africana, seu objetivo é chegar a populações ainda não alcançadas pelo Evangelho.

“Como Paulo, não queríamos construir nada sobre o trabalho de outra pessoa”, disse ele. “Recebemos solicitações de trabalho de todo o mundo. Mas o que se destacou para nós foi este trecho do litoral”.

Quando iniciaram seu ministério, Brian e Becky tinham um filho de apenas um ano de idade, na época. Hoje, eles já têm mais três filhos, somando Andrew, Dillon, Janna Kate e Micah. Eles muitas vezes acompanham o pai e a mãe para evangelizar estas aldeias.

Quando eles ancoram, os nativos se reúnem para ouvir histórias da Bíblia, sentados em um círculo e fazendo tapetes de pano.

Moçambicanos convertidos servem como membros da tripulação e do ministério, ajudando os Harrell a levar a mensagem do Evangelho para novas aldeias.

FONTE: GUIAME, COM INFORMAÇÕES DO GOD REPORTS

BannerElos640x90.jpg