Cabo Daciolo prega nos Gideões e manda recado aos organizadores: “doem o dinheiro arrecadado”

No último sábado (28), o deputado federal Cabo Daciolo (Patriota-RJ) esteve no Congresso Gideões Missionários da Última Hora na cidade de Camboriú, onde teve a oportunidade de ministrar para milhões de pessoas que assistiam a pregação no Ginásio Irineu Bornhausen.

BANNER-300-Site.png

Uma de suas primeiras palavras foi que ele está como deputado, mas é um servo de Deus acima de todas as coisas. Falando em línguas, ele agradeceu primeiramente à Deus pela oportunidade de estar naquele evento. “O Senhor marcou este encontro aqui e tocou no meu coração para dizer algo aqui”, declarou.

Foi então que ele deu palavra profética aos organizadores do evento. “Deus manda dizer aos senhores que tem um montão de gente aqui que deseja o insucesso dos Gideões, alguns querem estar no lugar dos senhores”, declarou Daciolo se dirigindo ao pastor Reul e ao pastor Hueslen Santos.

“Deus me traz aqui e fala: Não quero pastores maçons em cima deste púlpito”, declarou ele levando as pessoas a glorificarem a Deus e um grande mover desceu sobre os participantes que oraram em línguas.

Completando sua pregação, Daciolo pediu aos líderes do evento que divida o dinheiro arrecado durante os dias de congresso com as pessoas que estavam no local, citando o versículo Juízes 8. “Para calar aqueles que querem a queda dos senhores, só é preciso fazer uma coisa: Deus manda dizer sete dias eu estou pedindo para o povo ofertar para obra e dizer para obra, mas tem gente ali que só teve o dinheiro da passagem para chegar aqui (…) tem homens e mulheres que não têm nem o que comer para estar aqui (…) Só hoje, feche a porta de quem está aqui dentro (…) pegue toda a oferta e divide com este povo e você vai ver o que Deus vai fazer”, declarou.

Nesse momento, a igreja não deu glória e um grande constrangimento foi gerado entre os pastores. A 36º edição dos Gideões Missionários foi realizada diante de uma grande crise financeira no ministério, tanto que o pastor Reul gravou um vídeo declarando que a crise financeira do país atingiu as finanças do projeto missionário sustentado pelo ministério GMUH.

Ao ser questionado pelo deputado se iriam dividir o valor arrecadado com as pessoas, o pastor Hueslei mostrou a Cabo Daciolo que os Gideões sempre fizeram obra missionária e que muitos participantes estavam alojados por não terem condições de pagar hospedagem. Os pastores não aceitaram a proposta de dividir com o povo.

Assista: