Citado na Lava Jato, Collor pode se licenciar e ir morar no exterior

1
ProgramaNoitecomDeusNovo.jpg

fernando-collor-2015-08-jpg-original

O senador Fernando Collor (PTC-AL) pode pedir licença do cargo e ir morar no exterior.

BANNERPUBLICIDADE720x90.jpg

De acordo com a coluna Radar On-Line, da revista Veja, as filhas gêmeas do parlamentar vão estudar fora do Brasil. Collor e a esposa pretendem acompanhá-las.

Durante seu primeiro mandato, entre 2007 e 2014, dois suplentes assumiram o mandato do senador. Euclides Mello e Ada Mello, ambos primos de Collor, ocuparam a cargo interinamente.

Lava Jato

Collor foi citado pelo ex-diretor da Petrobras Nestor Cerveró. O executivo teria sido procurado pelo empresário Pedro Paulo, que pediu propina em nome do senador.

Cerveró também disse que a BR Distribuidora, subsidiária da Petrobras, era um ‘feudo’ de Collor e que era Pedro Paulo era quem operava para senador em questões envolvendo o pagamento de propina na BR.

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Teori Zavascki determinou a instauração de inquérito para investigar se Collor cometeu corrupção passiva. Em 28 de setembro, as investigações contra o senador foram prorrogadas até 22 de novembro.

Fonte: Notícias ao Minuto

BannerElos640x90.jpg