Damares relata problema com a família e pede providências “o mais breve possível”

Uma das maiores cantoras do mundo gospel no Brasil, Damares viajou com o seu esposo, o pastor Aldori de Oliveira e sua filha Antonella para Goiânia no estado do Goiás, onde se apresentaria, mas algo saiu da normalidade com que se diz respeito à empresa Azul Linhas Aéreas, na qual viaja com a família.

BANNER-300-Site.png

A cantora relatou o que aconteceu em um post em seu Instagran, nesta terça-feira (10) e diz que ao chegar ao aeroporto de Goiânia, as suas bagagens não foram localizadas pela empresa aérea.

Segundo Damares relata no poste, ela precisou ir a um shopping para comprar algumas coisas necessárias para o uso dela e da família, como; roupas e alguns utensílios básicos de higiene.

A situação tornou-se mais complicada porque a cantora estava com a pequena filha. No poste Damares diz que a empresa ainda não localizou suas bagagens e fez um apelo pedindo providencias “o mais breve possível”.

Veja a seguir a íntegra do post da cantora

Na última Sexta Feira dia 6/04 viajei para Goiânia para participar de um evento, assim como sempre faço a 20 anos. Fizemos o check in na @azulinhasaereas no aeroporto de Campinas, despachamos a mala e seguimos viagem, mas infelizmente ao chegarmos no aeroporto de Goiânia quando fomos retirar a bagagem, não a encontremos.

Tinha 2h apenas para me preparar para o compromisso q eu tinha, eu e o Aldori ficamos só com a roupa do corpo, estávamos com a nossa filha, que é um bebê ainda. Tive que correr para um shopping para comprar utensílios higiênicos e o que vestir e calçar para participar do evento o qual iria me apresentar.

Foi um verdadeiro transtorno. Os funcionários da Azul que nos atenderam, nos passaram a informação de que rastreariam a mala e nos entregaria, que o prazo seria de 5 dias e até agora NADA.

Estamos em contato com eles desde então, e o que nos falam é que misteriosamente a nossa mala desapareceu, ninguém sabe onde está. Isso é um absurdo. @azulinhasaereas Eu quero a minha mala de volta! Isso é um descaso com quem depende do transporte para viajar, assim como eu.

Isso jamais deveria acontecer. Viajo direto, desde sempre, e infelizmente fica essa insegurança nas viagens, um verdadeiro desrespeito! Ah, e a Azul ignorou o caso, não tivemos nenhum suporte até agora. Fica aqui a minha indignação, espero que vcs resolvam isso e encontrem uma solução o mais breve possível.

Assista ao vídeo:

Veja Aqui Agora