Vocalista de banda gospel admite ser ateu e revela que outros artistas cristãos também não creem em Deus

0
ProgramaNoitecomDeusNovo.jpg

Tim-Lambesis-DefenseA revelação recente do ex-vocalista da banda cristã de heavy metal As I Lay Dying, Tim Lambesis, de que se tornou ateu enquanto ainda integrava o grupo chocou o meio gospel internacional e suscitou uma nova polêmica.

banner-Edy13770.jpg

Tim Lambesis afirmou que no tempo em que se apresentava em festivais de bandas gospel mundo afora, apenas 10% dos artistas/bandas que também eram convidados para os mesmos eventos são realmente cristãos.

A entrevista de Lambesis ao Alternative Press aconteceu após sua condenação a seis anos de prisão por planejar o assassinato de sua ex-mulher, Meggan.

“Honestamente, eu sou ateu. Na verdade eu não fui o primeiro do grupo que deixou de ser cristão. Na verdade, eu acho que fui o terceiro. Os demais, eu tenho certeza que também caíram”, disse Lambesis.

O motivo de sua apostasia, segundo Lambesis, foi o debate com ateus sobre o tema: “No processo de tentar defender a minha fé, eu comecei a pensar que o outro ponto de vista era mais forte”, disse. Os rumores de que Tim Lambesis não era mais cristão começaram ainda no julgamento, quando Meggan afirmou no Tribunal que ele havia se tornado ateu.

Lambesis admitiu que a banda continuou a se identificar como cristã para que  continuassem vendendo discos no mercado gospel, e fez uma acusação bombástica: “Nós fizemos uma turnê com mais ‘bandas cristãs’ que não eram realmente cristãs. Em 12 anos de turnês com o As I Lay Dying, eu diria que talvez uma em cada dez bandas cristãs com as quais nós rodamos era na verdade uma banda cristã […] Muitos pais cristãos podem comprar um CD de um grupo acreditando ser uma banda cristã. Contudo, é preciso refletir para realmente compreender o conteúdo das letras”, finalizou.

Resposta

Os antigos companheiros de Lambesis na As I Lay Dying se manifestaram após as declarações de que o antigo vocalista da banda é um “sociopata narcisista difamador”, e que sua fala só serviu “para prejudicar ainda mais as vidas e as reputações daqueles que não compartilham suas ideias”.

Segundo Nick Hipa, um dos ex-companheiros de Lambesis na banda, “a avaliação feita por ele de seu relacionamento comigo e com antigos companheiros de banda é uma calúnia absoluta”.

Hipa acrescentou ainda que conversou com Lambesis anteriormente e tinha dito que discordava de sua postura: “Eu tinha falado com ele diretamente e dito que 100% do meu coração, amor e lealdade estava sendo dirigido em apoio às suas vítimas”, disse, referindo-se à ex-mulher e filhos do vocalista e aos fãs da banda que acreditavam que ele era cristão. “Essas vítimas são pessoas com quem eu tinha aberto o meu coração por muitos anos, e eu oro para que encontrem cura [dessas feridas]”, escreveu o músico em sua página no Facebook.

Fonte: gospel+

BannerElos640x90.jpg